sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Lares para mais de cinco mil idosos e deficientes até 2013


A rede de lares para idosos e deficientes vai ser ampliada, ao abrigo de um programa comunitário de apoio à construção destes espaços que beneficiará até 2013 mais de cinco mil pessoas, anunciou hoje o secretário de Estado da Segurança Social.

Pedro Marques falava à agência Lusa horas antes da sessão pública «Apoio ao Investimento em Equipamentos Sociais», no âmbito do Programa Operacional Potencial Humano, que será presidida, no Porto, pelo primeiro-ministro, José Sócrates.

De acordo com o secretário de Estado da Segurança Social, o programa permitirá a construção de 230 novos lares para idosos e deficientes, beneficiando 5.400 pessoas, num investimento global de 110 milhões de euros.

Deste montante, 76,5 milhões de euros serão comparticipados pelo Estado e fundos comunitários. O restante será suportado pelas entidades que se candidatarem aos apoios financeiros, nomeadamente misericórdias e Instituições Particulares de Solidariedade Social.

Pedro Marques adiantou que as entidades terão, a partir da primeira quinzena de Fevereiro, um prazo de dois meses para se candidatarem às ajudas, mediante o preenchimento de um formulário próprio e a entrega do projecto de arquitectura do lar.

Apesar de o programa comunitário se estender até 2013, o secretário de Estado crê que a «generalidade dos equipamentos» estará construída em 2011.

Fonte: Lusa / SOL Imagem: http://www.fammed.washington.edu/network/sfm/gerihands.jpg